Todas as Linhas de Pesquisa adotam perspectiva multidisciplinar, comparativa e sobre as Américas.

 

1. Acesso à Justiça e Direitos nas Américas

• Justiça de Transição, Memória, Verdade e Reparação: Propõe uma abordagem interdisciplinar e comparativa sobre os diferentes mecanismos transicionais, existentes em sociedades em situação de pós-conflito. Serão abordados temas tais como autoritarismo e transição democrática, políticas de memória, verdade, reparação, reformas institucionais e responsabilização.

• Direitos Humanos, Individuais e Coletivos: Propõe uma abordagem interdisciplinar e comparativa em temáticas que analisem as perspectivas relativistas e universalistas, abordando questões como políticas e instituições nacionais e internacionais de defesa dos direitos civis e políticos de indivíduos e grupos marginalizados, vulnerabilizados e/ou culturalmente diversificados.

• Pluralismo Jurídico: Propõe uma abordagem interdisciplinar e comparativa sobre outras formas de direito que existam para além da formalizada pelo Estado. Será abordado também nesse eixo o estudo de práticas tradicionais de resolução de conflitos dos povos indígenas, bem como a forma como o Estado reconhece esse tipo jurisdição.
• Segurança Pública e Direitos Humanos: Propõe uma abordagem interdisciplinar e comparativa sobre questões que relacionem segurança pública e direitos humanos. Serão abordados temas tais como polícia cidadã, polícia comunitária, violência estatal, grupos armados e políticas públicas de segurança nas Américas.


2. Desenvolvimento, Globalização e Regionalização nas Américas

• Estado e Desenvolvimento: Welfare State nas Américas, variedades institucionais do capitalismo nas Américas, relações entre Estado, mercado e sociedade, sistemas políticos e processos de transformação social e econômica, políticas de desenvolvimento (políticas sociais, políticas de emprego, políticas industriais e de inovação) em perspectiva comparada.

• Processos de Desenvolvimento, Globalização e Regionalização: Enfoca as condições da inserção das sociedades americanas em processos de desenvolvimento, globalização e regionalização, em múltiplas dimensões (econômica, social, política e cultural) e escalas. Destaca questões sobre integração, dependência, interdependência e imperialismo; conflitos e disputas entre modelos hegemônicos e contra-hegemônicos; papéis e limites dos Estados nacionais, suas alianças e concertações internacionais; interações entre atores e instituições estratégicas (estatais, supra-estatais, do mercado e da sociedade civil).

• Estratégias da Cooperação Internacional nas Américas: Enfoca políticas e práticas de atores e instituições (multilaterais, bilaterais, e não-governamentais), com estratégias de cooperação internacional em diversas áreas de políticas públicas na região, suas interações, conflitos e influências sobre modelos e processos de governança global e regional. À luz dos debates sobre a democracia na ordem global, destaca trajetórias geopolíticas nas relações Norte-Sul e alternativas de cooperação Sul-Sul, bem como controvérsias, potenciais e desafios acerca do maior protagonismo da sociedade civil.


3. Etnicidade, Raça e Povos Indígenas nas Américas

• Povos Indígenas, Estados Nacionais e Indigenismo: Explora a interseção entre pluralidade étnica, processos de desenvolvimento e sistemas políticos nacionais contemporâneos, com ênfase na experiência histórica, ação coletiva e protagonismo indígenas em contextos regionais, nacionais e globais e nas respostas estatais e interestatais de administração dos problemas e conflitos interétnicos pertinentes a esses contextos conformando ideologias e políticas indigenistas.

• Multiculturalismo, Políticas Públicas, Categorias e Identidades Étnicas e Raciais: Dialoga com perspectivas teóricas e políticas multiculturalistas, bem como analisa comparativamente as políticas públicas de caráter afirmativo com enfoque sobre seus impactos e relações com movimentos identitários e processos políticos e institucionais de construções de categorias étnicas e raciais.

• Discriminação e Racismo: Investiga os efeitos da discriminação e do racismo para a formação das subjetividades e identidades culturais dos grupos sociais étnica e racialmente classificados. Busca aprofundar o conhecimento sobre novas práticas e discursos discriminatórios na contemporaneidade e seus impactos sobre a mobilização política em torno de identidades coletivas e sobre o reconhecimento de direitos.


4. História, Teoria e Pensamento Social e Político nas Américas

• História das Américas: Foca o estudo sobre o continente em diferentes tempos/espaços. Centra-se nas teorias de ocupação e na historia Ameríndia; no Encontro de Mundos; nas colonizações; nas independências; nas relações internacionais; nas diferentes políticas de integração e doutrinas de segurança; nas particularidades locais e macro regionais; nas perspectivas Sul-Sul; nas novas temáticas do tempo presente.

• Pensamento Social e Político Latino-americano: Aborda o pensamento social e político Latino-americano, em constante diálogo com os pensamentos locais e com os pensamentos produzidos desde fora e sobre a América Latina. Centra-se nas teses depreciativas eurocêntricas; nas proposições independentistas; na modernidade e nas identidades; no americanismo, latino-americanismo e indo-americanismo; nas perspectivas críticas, autonomistas, autóctones e emancipacionistas.

• Teoria Social e Política Latino-americana: Estuda as perspectivas teóricas Latino-americanas desenvolvidas ao longo do século XX, em conexão com o pensamento social e político Latino-americano. Centra-se nas perspectivas autóctones; nas proposições da Cepal e nas correntes da dependência; na institucionalização das Ciências Sociais na América Latina; na globalização, na crise de paradigmas e nas novas temáticas da atualidade; no neoliberalismo e no neodesenvolvimentismo; e na decolonialidade. 


5. Migrações Internacionais e Fronteiras nas Américas

• Migrações Transnacionais – Estudo das práticas sociais transnacionais (econômicas, políticas, religiosas, familiares, entre outras) que realizam os migrantes através dos campos sociais transnacionais, assim como os múltiplos impactos dessas práticas nas sociedades de origem e nos lugares de destino.

• Mercado de Trabalho e Gênero – Propõe uma abordagem interdisciplinar e comparativa sobre a inserção socioeconômica (assalariada ou empreendedora) da população migrante. Também analisa o estudo das relações de gênero e as suas repercussões no acesso aos recursos econômicos e sociais.

• Políticas Migratórias, Circularidade e Retorno – Análise das políticas migratórias nos âmbitos nacionais e internacionais e os seus impactos na gestão dos fluxos migratórios. Ademais, examina as políticas especificas para o retorno e a circularidade dos migrantes entre países e nas áreas de fronteiras.

• Deslocamentos Forçados e Refúgio– Estudo dos deslocamentos de populações que são forçados por diversas circunstâncias (tráfico de pessoas, discriminação sexual, conflitos, desastres naturais, perseguição política etc.), assim como a analise da integração dos refugiados nas sociedades de destino.


6. Sociedade, Estado e Política nas Américas

• Democracia e comportamento político: Aborda diferentes enfoques sobre a democracia contemplando pesquisas sobre as suas condições, contextos e transformações. Enfoca as instituições, processos, sistemas eleitorais, partidos, comportamento político e qualidade da democracia.

• Ideologias e Cultura Política: contempla investigações acerca dos valores, crenças e ideologias que caracterizam os fenômenos políticos americanos. Considera os conteúdos que preenchem o espectro esquerda-direita, suas modificações e seus componentes socioeconômicos para analisar a relação sociedade e política.

• Instituições e Políticas Públicas: Relação entre políticas públicas e as instituições Estado, sociedade e mercado em suas dimensões nacional e internacional. As instituições são concebidas como organizações na forma de agências políticas, econômicas e judiciárias e organismos internacionais e como representações sociais e valores culturais. Envolve o estudo de temas tais como a relação entre ideias, interesses e instituições e o papel dos valores sociais na produção dos resultados das políticas públicas.

• Sociedade civil, movimentos sociais e cidadania: Enfoca diversas formas de organização e a ação de movimentos sociais, redes, ONGs e associações da sociedade civil, e suas interações com outros atores e instituições (estatais, supra-estatais e de mercado) em processos de mudança social, em múltiplas escalas. Destaca questões sobre participação e representação social; novas esferas públicas, espaços de governança e institucionalidades democráticas; cidadania, direitos e políticas culturais e identitárias; novas epistemologias, modelos e projetos de organização social alternativos e emancipatórios.

  • ebook
  • repam mini
  • logo revista abya yala
  • cadernos obmigra
  • pos logo

 logo facebook

 

logo twitter