Warning: file_get_contents(http://www.dea.unb.br/barra.htm): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /var/www/html/templates/icstemplatejoomla/index.php on line 23

O curso de Ciências Sociais na UnB encontra-se atualmente organizado a partir de 3 (três) habilitações (Antropologia, Sociologia e Ciências Sociais) e uma Licenciatura plena em Ciências Sociais. Nos primeiros dois anos do curso os estudantes realizam disciplinas que compõem um “tronco comum” e ao final desse período optam por uma ou as duas habilitações ou a Licenciatura. Com vistas a reformar a atual composição dos cursos de Ciências Sociais, o Instituto de Ciências Sociais (ICS) constituiu a Comissão de Reforma da Graduação com vistas a atualizar os currículos e opções da Graduação em Ciências Sociais.

Os trabalhos da Comissão tem reconhecido o crescimento e fortalecimento institucional da proposta acadêmica do Departamento de Estudos Latino-Americanos (ELA) promovendo, desde sua constituição, a integração sistemática do corpo docente do ELA à graduação em Ciências Sociais do ICS a partir de três medidas consecutivas, iniciadas em 2006. A primeira foi criar disciplinas de “Módulo Livre” do ELA para integrar a lista de oferta de Graduação na UnB. Nessa ocasião, foram criadas as disciplinas de “Estudos Americanos” (I e II com 2 créditos cada), “Cultura e Identidades nas Américas” (4 créditos), “Política e Estado nas Américas” (4 créditos), “Processos de Desenvolvimento das Américas” (4 créditos), dentre outras. A segunda medida foi atribuir ao ELA (então CEPPAC) a oferta das quatro turmas (atualmente são seis turmas) correspondentes à disciplina obrigatória “Introdução a Metodologia das Ciências Sociais” (IMCS, 4 créditos). Essa medida possibilitou ao centro integrar a proposta de expansão da graduação do ICS no âmbito do REUNI, quando já foi anunciada a intenção de criar um curso de Graduação sobre as Américas. A terceira medida foi incorporar as disciplinas de graduação do ELA ao rol de disciplinas optativas do curso de Sociologia.

Pelo exposto, nota-se que o corpo docente, discente e servidores técnico-administrativos do ELA tem atuado em estreita colaboração com os departamentos de Antropologia e Sociologia da UnB com vistas a promover uma reformulação articulada do projeto pedagógico da graduação do ICS, evitando, assim, a compartimentalização disciplinar precoce no currículo do curso de Ciências Sociais. Dessa forma, o ELA vem proporcionando ao curso de graduação em Ciências Sociais da UnB, com mais de 40 anos e considerado um dos melhores do país pelo MEC, um diferencial qualitativo com seu aporte multidisciplinar, comparativo e latino-americanista. Além disso, tem despertado o interesse crescente por parte dos estudantes de graduação da UnB para suas disciplinas e sua pós-graduação.

A maior integração do ELA com a graduação também tem se confirmado não só pelo aumento do número de disciplinas ofertadas, como pelo aumento notório de estudantes matriculados nessas disciplinas desde 2010, assim como nos processos seletivos do programa de pós-graduação.

As informações apresentadas acima expressam o sentido de co-responsabilidade assumido pelo corpo docente do ELA sobre o curso de graduação em Ciências Sociais, em conjunto com os departamentos de Sociologia e Antropologia, o que permitiu à Comissão de Reforma Curricular da Graduação propor que a habilitação em Ciências Sociais passasse a ser reformulada como um curso novo pelo ELA. A proposta foi apresentada ao Colegiado do Departamento de Sociologia, que a aprovou por unanimidade em sua reunião do dia 30 de abril de 2014 e a transferência da responsabilidade pelo curso de graduação em Ciências Sociais e sua reforma nos termos de um curso com ênfase nos estudos latino-americanos homologada pelo Conselho do ICS em 07 de maio de 2014.

O projeto pedagógico do curso, já elaborado pelo corpo docente do ELA em diálogo com importantes colaboradores da América Latina, EEUU e Europa, parte da experiência acadêmica do ELA com a sua pós-graduação e a graduação em Ciências Sociais na UnB, preenchendo uma importante lacuna na formação dos demais cursos da universidade. Tal lacuna remete diretamente ao próprio Plano Orientador da Universidade de Brasília, o qual arrolava dentre as funções básicas da universidade:

Contribuir para que Brasília exerça, efetivamente, a função integradora que se propõe assumir, através da criação de um núcleo de ensino superior aberto aos jovens de todo o país e a uma parcela da juventude da América Latina e de um centro de pesquisas científicas e de estudos de alto padrão”. (PLANO 1962: s/p)

Essa função básica decorria, principalmente, da visão desenvolvida por Darcy Ribeiro, idealizador da UnB com Anísio Teixeira, e da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), assim como autor de projetos de instauração ou reforma de universidades na Costa Rica, Argélia, Uruguai, Venezuela e Peru.

Desse modo, o Curso de Ciências Sociais - Estudos Latino-Americanos constitui hoje um aporte incontornável para o cumprimento dessa função básica prevista para a UnB, qual seja: promover a integração das pesquisas científicas e estudos de alto padrão sobre as sociedades, culturas e processos políticos e econômicos latino-americanos.


O Curso de Bacharelado em Ciências Sociais - Estudos Latino-Americanos, quando aprovado, concederá o título de Bacharel em Ciências Sociais - Estudos Latino-Americanos.

 

  • repam mini
  • logo revista abya yala
  • logo periplos
  • logo interethnica
  • pos logo

 logo facebook

 

logo twitter